Colunistas

Gestão do TAT como indicador de desempenho do laboratório

 

Alexandre Calegari

Mais de 16 anos de experiência em Tecnologia da Informação na área de Medicina Diagnóstica. Graduado em Tecnologia e Processamento de Dados pela UNIRP e pós-graduado em Administração de Empresas pela FGV, atualmente lidera projetos estratégicos da Shift e a área de Gestão de Produtos. “Gestão do TAT como indicador de desempenho do laboratório”.
[email protected]

O Turn Around Time (TAT) é um indicador quantitativo que demonstra se o laboratório está cumprindo o tempo de retorno acordado com os pacientes, médicos e serviços hospitalares. Permite que o laboratório conheça o tempo gasto em todos os seus processos e é um indicador de desempenho cuja análise ajuda a identificar falhas e gargalos de produtividade dos diferentes setores do laboratório. Conhecer o tempo gasto em cada fase do processo laboratorial auxilia a gestão a tomar ações de melhoria com assertividade, visando maior eficiência e agilidade e, logo, a diminuição do tempo de entrega dos resultados. Este é um indicador considerado muito importante principalmente para laboratórios que atendem hospitais e serviços de urgências. Em alguns casos, os protocolos de atendimento estipulam o prazo de
liberação de alguns exames, onde a análise do TAT permite um controle apurado do tempo gasto nos processos pré-analítico, analítico e pós-analítico. A principal forma que o laboratório pode melhorar o TAT é com a otimização dos seus processos. Desde o recebimento da solicitação médica até à liberação dos resultados. Sistemas de informação laboratorial têm um papel fundamental na melhoria desses processos e do workflow de atividades. A automatização contribui para a diminuição dos erros, além de tornar os processos mais produtivos e rápidos. Os sistemas de informação laboratorial permitem ainda mapear e registrar a performance de todas as atividades que compõem os processos do laboratório, transformando esses dados em indicadores. Assim, quanto mais informatizado e automatizado forem os processos do laboratório, mais fidedignos serão os dados para a análise do TAT.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Close
Close