Colunistas

Por que o engajamento dos seus pacientes deve ser feita por mensagens de texto?

 

RODRIGO MASINI DE MELO

[email protected]

De acordo com um estudo americano do Instituto Milward Brown, 91% dos adultos tem seu smartphone ao alcance de sua mão em qualquer momento do seu dia. Como os telefones celulares são o principal modo de comunicação para a maioria dos pacientes, é lógico concluir que a melhor forma de se relacionar com eles, seria através deste canal.
Atualmente, nos EUA, 25% dos médicos estão usando tecnologia móvel para fornecer atendimento ao paciente. E ao contrário da crença popular, plataformas de comunicação via texto também são seguras preservando as informações pessoais. Já o Brasil, é conhecido como o sendo o principal país usuário de comunicação por mensagens de texto entre pacientes e seus provedores de saúde.
A comunicação por texto tem uma taxa de abertura(leitura do usuário) de 98% e normalmente são respondidas pela população em até 5 minutos. Além disso, as mensagens de texto tem o maior índice de resposta se comparados com outros canais. Por exemplo, 46% das mensagens de texto são respondidas, enquanto o e-mail corresponde a 6%.
Ainda, o estudo mostrou que as mensagens de texto não são exclusividade de pacientes mais jovens. Pacientes acima dos 60 anos respondem mensagens de texto numa proporção muito semelhante aos usuários de 15 a 59 anos.
O que isso significa? Que se temos uma estratégia de engajamento do paciente para a terapêutica proposta, esta deve ser obrigatoriamente mobile! Sabe-se que um bom relacionamento médico paciente é multifacetado. No mundo atual em que temos o paciente como um consumidor, a relação médico paciente não é restrita sobre o tempo que um paciente passa no consultório do médico. Na verdade, a experiência do paciente começa antes da visita e continua até bem depois dela. Hoje, verifica-se que os follow ups de consultas e procedimentos médicos, são pobres entre as práticas de saúde brasileira. Resultado de uma ausência do entendimento que o seguimento médico restringe-se às consultas clínicas e avaliações hospitalares. A utilização da comunicação estruturada e eficaz através de mensagens de texto pode ser uma ótima estratégia capaz de garantir maiores índices de desfecho clínico positivo.
Porém, o caminho não é fácil. Requer uma gestão de pessoas, uma política clara de procedimentos e condutas, um suporte de TI com boa infraestrutura, além de um bom investimento. Mesmo assim, estudos demonstram que os esforços são compensados. Os níveis de satisfação dos pacientes, referenciamento e desfechos clínicos é bem superior das práticas que utilizam o sistema mobile de comunicação e engajamento, daquelas que não o fazem.
Portanto, envolver seus pacientes é a chave para realizar todos seus objetivos empresariais – aumentar a lealdade do paciente, impulsionamento da receita e elevação da procura dos seus serviços – o método escolhido para envolvê-los deve ser fácil para eles entenderem e adotarem. A comunicação por texto via mobile tem se tornando cada vez mais importante para gerar bons relacionamentos com seus pacientes e gerar excelentes resultados operacionais para as práticas de saúde.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Close
Close