Inteligência de mercado – o que é e porque é importante?


Estar sempre atento às mudanças do ambiente externo é necessário para a sobrevivência de qualquer negócio. Empresas que tendem a olhar apenas para si estão fadadas a perder suas fatias de mercado ou até mesmo fracassar. Um exemplo disso é a Ambev, indústria cervejeira que detém 60% do mercado, mas que já foi maior. Vem perdendo para a Heineken, que recentemente anunciou um investimento de R$ 1 bilhão no país. Além de perder mercado, a Ambev teve queda de 11,6% nos lucros do terceiro trimestre. Agora, sob o comando de um novo CEO, a empresa tenderá a olhar e ouvir o mercado (seus clientes e fornecedores) com mais empatia.

Na saúde, assim como em qualquer outra área de atuação, é preciso se atentar às tendências e necessidades do mercado, além de olhar com atenção para os dados internos da empresa. Estes dois grupos de informações produzem insights que contribuem para o crescimento e competitividade da instituição, portanto são os componentes essenciais para a INTELIGÊNCIA DE MERCADO, também conhecida como BI – Business Intelligence.

Em suma, são dados e informações coletadas para embasar a tomada de decisão, mas embora na teoria pareça simples, é preciso ter critério e metodologia para captar os dados e saber analisalos, a fim de extrair informações relevantes, que de fato possam trazer as reais vantagens que a Inteligência de Mercado proporciona, como: 

Saber como o serviço é visto pelo cliente; 

Avaliar se o preço está coerente com o mercado e a estratégia da sua concorrência; Identificar diferenciais;

Descobrir como percebem a marca;

Conhecer a fundo os clientes, seu comportamento e tendências;

Entre outros.

Tudo começa pelo registro da informação, seja em um sistema específico como o LIS ou uma planilha Excel. Neste sentido, o Big Data também tem papel importante, uma vez que é um armazenador de todas as informações registradas e nos auxilia a lidar com elas de forma organizada e inteligente. A partir de um banco de dados consistente, o primeiro passo então, é entender quais informações são necessárias para possuir uma visão 360° do seu negócio.

Algumas delas precisam de monitoramento em periodicidades menores (ex.:
preço da concorrência, nº de clientes atendidos por mês, satisfação dos clientes) e outras podem ser em períodos mais espaçados (ex.: tendências, projeções econômicas). Enfim, para produzir uma boa Inteligência de Mercado é preciso ter em mente que tipo de insight cada relatório pode dar e alinhar isto aos objetivos da empresa.

Toda empresa, independente do seu tamanho pode (e deve) obter dados de alguma forma. O que falta, na grande maioria das vezes, é alguém que olhe para estas informações buscando respostas e embasamento para a estratégia. Não espere perder mercado para começar a agir. Esteja antenado(a), olhe os dados com critério e use as informações ao seu favor. Isso é Inteligência de Mercado.

NOSSOS PARCEIROS