Qual o futuro prognóstico destes nossos sentimentos: MELANCOLIA? ANSIEDADE? TRISTEZA? E DEPRESSÃO?


Na época atual, por causa dos problemas da Pandemia, são frequentes, os desabafos de pessoas referindo estes sentimentos: Melancolia, Ansiedade, Tristeza e Depressão. Em relação a área de saúde, estes termos quando frequentes, sempre foram considerados patológicos, principalmente no âmbito da Psicologia e da Psiquiatria

 

Melancolia, que é uma palavra bastante comum, sendo considerada uma tristeza profunda, que difere da Depressão, faz parte do mundo real, principalmente no mundo das artes (1).

 

Ansiedade, as manifestações envolvem desde as sensações subjetivas de medo e apreensão, até aos pensamentos catastróficos e sintomas físicos. O corpo libera substâncias como a noradrenalina e cortisol, que ativam a atenção, mas aumenta, a pressão sanguínea e os batimentos cardíacos. Sem perceber existe a inalação de mais ar do que se precisa (hiperventilação). Diminui o nível do gás carbônico (CO2) no sangue acionando determinados receptores que “mandam sinais equivocados para o cérebro” (2, 3, 4).

 

Tristeza, este é um sentimento muito antigo, cujas manifestações comuns são: isolamento, mutismo, lágrimas contidas ou derramadas, ausência do imperativo da alegria a qualquer preço. Na idade Média os adeptos da Tristitia eram enviados para o inferno (5). Na Teologia Cristã, os tristes eram considerados pecadores solitários, pois a Tristeza é um pecado (6). Na Era Moderna o triste é um arauto da fraqueza, um gerador de debilidade (7).

 

Depressão, é um transtorno mental caracterizado pela tristeza permanente, desinteresse nas atividades que normalmente são prazerosas, acompanhada por um ou mais dos sintomas anteriores: Melancolia, Ansiedade e Tristeza. São sintomas inter-relacionados a fatores psíquicos, orgânicos, sociais, econômicos, religiosos, que vem se apresentando na sociedade pósmoderna com um índice bastante elevado. Segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), desde a década de 90, a Depressão vem ocupando uma posição de destaque no rol dos problemas de saúde pública, considerada a quarta doença mais cara em todo o mundo (8). O Brasil é considerado o país mais Ansioso e Estressado da América Latina, segundo a OMS, correspondendo a 4.4 % da população na Terra (9).

NOSSOS PARCEIROS