A visão de um empresário de sucesso durante a pandemia GT GROUP e VIDA Biotecnologia avançam no mercado

“Enquanto muitos estão com medo e inseguros sobre 2021, nós estamos acelerando, e estaremos acelerando mesmo num ano de incertezas”, diz Henrique Almada, Sócio Diretor das empresas VIDA Biotecnologia e GT GROUP


Labornews - Como você vê o momento do setor de biotecnologia levando em conta a pandemia? Henrique Almada - Depende muito do ponto de vista. Para algumas empresa o momento foi muito bom, são aquelas empresas que se prepararam, se arriscaram e fizeram as mudanças necessárias. Por que assim que o vírus chegou sabíamos que o mercado iria se retrair, principalmente nos momentos de isolamento mais severo.

A nossa estratégia foi dar um passo atrás para poder dar outros passos mais à frente. Decidimos arriscar. Vimos que a covid proporcionava uma demanda no exterior de vários insumos e vislumbramos um cenário semelhante para o Brasil. Apostamos no teste rápido para covid, fomos uma das primeiras empresas a trazer o teste para o país, o que fez com que as nossas vendas alavancassem exponencialmente! Nós crescemos de 5 a 6 vezes mais que todo o ano passado! Tivemos muito sucesso de retorno pelo que arriscamos. Portanto, quem inovou e arriscou terá bons resultados.

Aqui na GT GROUP temos em torno de 2 mil produtos e durante alguns meses vendemos cerca de 20 produtos: luva, máscara, avental e o teste para covid-19. Saímos na frente, colhemos os frutos na frente também. Labornews - Quais são os principais desafios? Henrique Almada - A palavra desafio é usada sem critério. Toda empresa tem e precisa de desafio. Temos desafios diários. Vejo que agora o mercado já está voltando ao normal, estava com uma demanda reprimida. E na pós pandemia estaremos muito maior e muito mais preparados do que antes. Mas não são todas as empresas que estão em bons momentos: algumas estão prestes a quebrar, outras que são renomadas no mercado tiveram queda nas vendas, muitas estão demitindo.

E como nós saímos na frente e hoje estamos no topo, estamos contratando profissionais mais qualificados, mais preparados, ao mesmo tempo em que estamos nos preparando para oferecer novos produtos no mercado. Enquanto muitos estão com medo e inseguros sobre 2021, nós estamos acelerando, estaremos acelerando mesmo num ano de incertezas.Labornews - Quais os seus próximos planos? Henrique Almada - Temos planos a curto, médio e longo prazos.

No curto prazo estamos contratando mais profissionais, qualificando mais as empresas, e também estamos ampliando, mudando tanto a fábrica como a GT GROUP de lugar também. A fábrica vai sair de algo em torno hoje de 800 m2 para 2.500 m2, seremos das poucas fábricas no Brasil com 4 linhas de produção independentes. Estamos abrindo outros segmentos na GT GROUP, entrando na área hospitalar clínica e farmacêutica. Vamos criar também o e-commerce.

Outro aspecto: nosso endomarketing é diferenciado, bem diferente do que se pratica no mercado, que normalmente é voltado para o marketing do cliente. Fazemos o marketing para o cliente, afinal o cliente é super importante, mas também consideramos muito importante também cuidar dos nossos colaboradores e nossos funcionários, que fazem parte do nosso patrimônio interno. Uma empresa é um conjunto de pessoas, então, ao investir nos qualificadores, plantando, trabalhando com transparência - que é o que temos feitos nos últimos dez anos - não tem erro, por isso estamos crescendo há dez anos, grande parte é devido à essa nossa visão.

Esses são nossos planos a curto, médio e longo prazos. Estamos ampliando nosso horizonte e vamos continuar inovando. Labornews - Algum comentário sobre o que fica dessa pandemia? Henrique Almada - A pandemia, não só no Brasil, mas no mundo todo, chamou a atenção para a população para a importância da área da saúde. A pandemia provocou muitos malefícios mas também permitiu o surgimentos de alguns aspectos positivos, e o mundo vai mudar. E o que vamos fazer é nos preparar para que a empresa fique adequada ao novo mundo.

NOSSOS PARCEIROS

Nós protegemos seus dados

Saiba como usamos seus dados em nosso Aviso de Privacidade e Termo de Uso. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com os Termos de uso e a Política de Privacidade da LaborNews.