Nova plataforma tecnológica Veus Saúde muda dinâmica entre laboratórios

Em entrevista para o Labornews, Marcelo Botelho, CEO da Veus, explica o que é a plataforma Veus Saúde, e o Veus Saúde Integração, soluções que beneficiam laboratórios, médicos e pacientes.



Marcelo Botelho, CEO da Veus

Marcelo Botelho conta que a Veus Saúde, nova plataforma da empresa, foi lançada durante o congresso da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas, em junho de 2018, no Rio de Janeiro. Foi quando a empresa apresentou ao mercado, o VSI (Veus Saúde Integração), “uma plataforma tecnológica, dentro da Veus Saúde, que permite que os laboratórios possam compartilhar os mais diversos tipos de recursos entre si, beneficiando, principalmente, os de micro, pequeno, e médio portes. Por meio desta plataforma, esses laboratórios conseguem, realizar diversas operações digitais. Ou seja, um laboratório pode utilizar um recurso tecnológico de outro laboratório, e este recurso pode ser desde um equipamento, uma infra-estrutura de sistema, ou operacional”, explica Botelho.

Essa nova plataforma começou a operar em junho com alguns laboratórios-pilotos, que estão usando a solução Veus Saúde. “Vamos transformar essa iniciativa inicial em case que será apresentado no próximo congresso da SBAC em junho de 2019 em Belo Horizonte (Minas Gerais).”

A plataforma funciona assim: “nós oferecemos esses recursos tecnológicos completos para os nossos clientes, e evidentemente esperamos com isso, que os laboratórios possam aumentar a sua receita, diminuir o custo da sua operação, já que vão promover a melhor utilização dos seus recursos operacionais. A nossa intenção é fazer com que o laboratório possa, de fato, realizar a sua operação local, utilizar o seu expertise, ampliar o seu know-how, não deixar de ter a sua capacidade de operação local”.

Para a Veus, essa solução é muito boa para o laboratório, por que garante que ele continue sendo uma unidade produtiva de realização de exames, faça a sua operação local. É bom também para o paciente, por que ele terá mais agilidade na liberação dos seus resultados laboratoriais, e ainda, na qualidade de seus exames.

Marcelo Botelho destaca que a plataforma é uma solução inovadora, que traz, “sem a menor sombra de dúvida, grandes avanços tecnológicos, com o foco na tecnologia digital. Estamos trazendo para o mercado de laboratórios, uma oportunidade de mudar, de ampliar, de, literalmente, compartilhar, os seus recursos com uma grande comunidade, seja local, regional, ou até nacional. A Veus, portanto, está comprometida em melhorar a forma que o laboratório está atuando no segmento nacional”

A Veus ressalta que a informação que está sendo gerada nessa plataforma, poderá ser compartilhada inicialmente entre Laboratórios, médicos e pacientes “de uma forma ética, consentida e segura”.

Marcelo Botelho assegura ainda, que o paciente também é favorecido por esta plataforma: “no momento em que o paciente faz parte dessa cadeia de eventos, desse sistema integrado que é a Veus Saúde, ele pode utilizar as informações - resultados de seus exames - provenientes de um ou vários laboratórios diferentes, ainda que de marcas/bandeiras distintas. Ou seja, nós garantimos que o paciente tenha acesso seguro, controlado e autorizar o acesso por terceiros de suas informações em um único local. Portanto, o paciente passa a ter o enpowerment das suas informações, como agente neste mercado."

O CEO da Veus Technology, no entanto, frisa que o laboratório é o primeiro favorecido, “e de forma direta, pois ele promove, permite, e tem acesso, a uma nova forma de visualização de seus serviços no mercado, e a uma nova forma de realização de seus exames. Acreditamos que o laboratório deve realizar localmente uma série de procedimentos, e a nossa plataforma tecnológica favorece a isto”.

Ele acrescenta que o médico também pode se valer dessa plataforma. “Criamos uma solução para o processo onde o pedido de um exame realizado num consultório com outro sistema ou plataforma, pode convergir para a plataforma Veus Saúde e com isso agilizar o atendimento de seu paciente, e também no retorno das informações fornecidas pelos laboratórios para este médico. É claro que o médico terá as informações de seu paciente de forma consentida e ética, sempre autorizada pelo paciente. E se por qualquer razão o paciente desejar revogar essa autorização posteriormente, ele poderá fazer isso no próprio aplicativo da nossa plataforma”.

Por fim, Botelho conclui que “imaginamos com essa plataforma, uma racionalização muito clara, muito extensa dos procedimentos que estão sendo realizados no laboratório. O processo pode ser todo unificado, pois existe interoperabilidade entre todos os agentes que participam dessa cadeia de eventos. Hoje existe um isolamento, muitas vezes um lock in muito acentuado por parte dos agentes de saúde envolvidos, seja o laboratório, seja a clínica, seja o hospital. Estamos mudando esta dinâmica, e permitindo que o médico tenha acesso amplo e geral da informação providas pelo laboratório a partir do consentimento do próprio paciente.”