Você tem fome de quê?

Psicóloga Valeska Bassan, especializada em compulsão alimentar


Pensando em desmistificar alguns mitos e verdades sobre o Transtorno de Compulsão Alimentar (TCA), a psicóloga Valeska Bassan elencou alguns itens para elucidar sobre o tema. Segundo a Organização Mundial da Saúde, aproximadamente 2,6% da população mundial sofre de TCA. O Brasil tem uma das taxas mais altas do mundo, de 4,7%, quase o dobro da média mundial.

1. Pessoas que sofrem de TCA são obesas 

MITO. Essa doença não está limitada somente a este grupo, podendo ocorrer em pessoas com peso normal. O transtorno de compulsão alimentar, se caracteriza pela ingestão em um período de tempo determinado, de uma quantidade de alimento definitivamente maior do que de outra pessoa na mesma situação, sem comportamentos compensatórios inadequados. Sendo assim, a compulsão, pode levar ao ganho de peso e até mesmo a obesidade mais grave.

2. Não possui sintomas 

MITO. Muitas pessoas que possuem TCA acreditam ter uma relação estressante com a comida, apenas. Mas existem sintomas que merecem atenção como comer escondido, sentir-se culpado após as refeições, sensação de inadequação junto à sociedade e tentativas fracassadas de dieta são sinais que devem ser levados em conta.

3. Dietas restritivas podem contribuir com o TCA 

VERDADE. Existem muitos “gatilhos” para o desenvolvimento do transtorno de compulsão alimentar, e sem dúvida, fazer dietas que restringem grande parte dos alimentos é perigoso. Em geral, pessoas que seguem dietas muito rígidas, acabam não conseguindo manter o ritmo por muito tempo, uma vez que acabam tendo compulsões no meio do processo, podendo acarretar ganho de peso e muita frustração durante o período.

4. Pular refeições ajuda no tratamento 

MITO. Quem sofre com a compulsão alimentar precisa manter uma organização em sua alimentação, respeitando a sensação de fome e saciedade. É importante manter uma rotina alimentar e priorizar as principais refeições do dia como café da manhã, almoço e jantar. Seguir um padrão alimentar regulado ajuda a reduzir o transtorno.

5. Não existe cura

MITO. Atualmente, a terapia cognitivocomportamental (TCC) é o tratamento mais eficaz para a compulsão alimentar, capacitando os pacientes a lidar com transtorno de forma a extinguir ou diminuir ao máximo os episódios de compulsão alimentar.

NOSSOS PARCEIROS

Nós protegemos seus dados

Saiba como usamos seus dados em nosso Aviso de Privacidade e Termo de Uso. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com os Termos de uso e a Política de Privacidade da LaborNews.