Avaliação enzimática da lesão hepática


Os testes bioquímicos mais importantes para o estudo das hepatopatias são aqueles que avaliam a atividade de certas enzimas presentes no hepatócito tais como, alanina aminotransferase, aspartato aminotransferase, fosfatase alcalina, gama glutamil transferase. A fosfatase alcalina e a gama glutamil transferase são enzimas caniculares que raramente se elevam em casos de lesão hepática, elas se encontram alteradas nos processos hepáticos obstrutivos.

Diante do exposto, será abordado a importância das aminotranferases na lesão hepática. A transaminase glutâmico-oxalacética TGO, atualmente denominada aspartato aminotransferase sérica (AST), e a transaminase glutâmico pirúvica (TGP), chamada também de glutamato piruvato transaminase sérica (SGTP), e conhecida ainda como alanina aminotransferase (ALT).

A ALT-TGP é uma enzima específica do tecido hepático apresentando baixíssimas concentrações em outros tecidos. Ao contrário a AST-TGO, pode ser encontrada em altas concentrações em outros órgãos tais como coração, rins, cérebro e músculo esquelético. Outra diferença importante que se faz entre AST-TGO e ALT-TGP, é que a primeira é encontrada tanto no citoplasma dos hepatócitos quanto nas mitocôndrias, sendo que a segunda está presente somente no citoplasma. Os valores normais da AST-TGO são < 31 U/L (mulheres) e < 37 U/L (homens) e os da ALT-TGP são < 32 U/L (mulheres) e < 42 U/L (homens).

O sinal característico de lesão hepatocelular aguda é o aumento das atividades de aminotransferases, tipicamente em mais de oito vezes os valores de referência. A relação AST/ALT (Índice DeRitis) pode ser utilizada para auxiliar no diagnóstico diferencial das hepatopatias. Elevações pequenas de ambas, ou apenas de ALT em pequena proporção, são encontradas na hepatite crônica (especialmente hepatite C e esteato-hepatite não alcoólica). 

Como na hepatite alcoólica há maior lesão mitocondrial, proporcionalmente, do que nas outras hepatopatias, observa-se tipicamente elevação mais acentuada (o dobro ou mais) de AST (que é encontrada nas mitocôndrias) do que de ALT, ambas geralmente abaixo de 300 U/L. Elevações de ambas acima de 1.000 U/L são observadas em hepatites agudas virais ou por drogas. Dada a importância desses marcadores no diagnóstico das hepatopatias, a BioTécnica disponibiliza os kits AST-TGO e ALT-TGP em sua linha de produtos.