Prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata salvam muitas vidas

Massificação do exame de sangue Antígeno Prostático Específico (PSA) é fundamental para o monitoramento seguro da doença


“É muito pertinente o alerta anual feito pela campanha Novembro Azul, realizada em 21 países, sobre a importância da prevenção e diagnóstico do câncer de próstata, pois este, somente no Brasil, causa cerca de 15 mil mortes por ano e deverá ter a ocorrência de 65.840 novos casos em 2020”, enfatiza Anna Luiza Szuster, Farmacêutica e Diretora de Relações Internacionais da MedLevensohn, distribuidora de produtos e aparelhos de saúde e bem-estar, há 18 anos no mercado.

Ao citar essas estatísticas do Instituto Nacional do Câncer (Inca), Anna Luiza lembra que 60% dos casos acometem homens com mais de 65 anos. Além da idade, há os seguintes fatores de risco: pai ou irmão com a enfermidade antes dos 60 anos, podendo refletir tanto causas genéticas quanto hábitos alimentares ou estilo de vida de algumas famílias; excesso de gordura corporal; e exposições a aminas aromáticas (comuns nas indústrias química, mecânica e de transformação de alumínio), arsênio (usado como conservante de madeira e como agrotóxico), produtos de petróleo, motor de escape de veículo, hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA), fuligem e dioxinas.

A doença, que é o segundo tipo de câncer mais frequente na população masculina, atrás apenas do de pele, não apresenta sintomas durante um bom tempo. Quando estes aparecem, como aumento da frequência e dificuldade e dor para urinar e presença de sangue no líquido, a enfermidade já está em fase avançada, sendo mais difícil o tratamento e mais recorrente a metástase, ou seja, o acometimento de outros órgãos pelo tumor maligno.

“Por isso, a prevenção e o diagnóstico precoce são fundamentais”, ressalta Szuster, explicando: “Só há uma maneira de fazer isso, que é o monitoramento periódico. Homens a partir dos 45 anos com fatores de risco ou 50 anos sem essas características devem procurar o médico urologista para iniciar o processo preventivo e, se for o caso, contar com o diagnóstico precoce”. Nesse sentido, dois exames iniciais têm grande importância: o de sangue, por meio do Antígeno Prostático Específico (PSA), e o de toque retal, que, associados, apresentam segurança superior a 90% na detecção da doença.

É muito importante que o maior número possível de homens nas faixas etárias nas quais se observam os fatores de risco realizem o monitoramento. Nesse sentido, a Medlevensohn disponibiliza a hospitais, laboratórios, ambulatórios e clínicas, o MedTeste PSA - Teste Rápido, que apresenta resultados em cinco minutos, tem baixo custo e, portanto, é uma alternativa viável para a massificação das ações preventivas e diagnóstico precoce da doença, que é o segundo câncer mais recorrente no Brasil, considerando as populações masculina e feminina (atrás apenas do de colo de útero). 

O MedTeste PSA é fácil de ser realizado, bastando a coleta de uma gota de sangue, mediante pequena punção na ponta do dedo. Seus dispositivos são portáteis. O exame não necessita de infraestrutura complexa e atende à grande demanda ainda existente no Brasil por diagnósticos fora dos grandes centros urbanos. “Ou seja, possibilita ampliar o acesso da população a uma relevante ação de saúde, capaz de salvar a vida de milhares de homens todos os anos”, conclui a Executiva.

 

NOSSOS PARCEIROS

Nós protegemos seus dados

Saiba como usamos seus dados em nosso Aviso de Privacidade e Termo de Uso. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com os Termos de uso e a Política de Privacidade da LaborNews.