Teste sindrômico da bioMérieux identifica 21 patógenos causadores de doenças respiratórias e apoia, por exclusão, diagnóstico do coronavírus


Os coronavírus (CoV) integram uma grande família viral, conhecida há mais de 50 anos. O contágio ocorre pelo ar e os sintomas incluem infecções das vias aéreas superiores, semelhantes ao resfriado (coriza, febre e dificuldade respiratória), até pneumonia e insuficiência respiratória grave. Com alguns casos já confirmados no Brasil do Covid-19 e centenas em monitoramento, cresce a importância de evitar a transmissão e obter um diagnóstico rápido e confiável, imprescindível para diminuir a letalidade das doenças, já que o vírus pode causar quadros graves.

Nesse sentido, os testes moleculares de diagnóstico rápido são um trunfo para os profissionais médicos tomarem as melhores decisões para o paciente. Seguindo este conceito, a bioMérieux, líder mundial em diagnóstico in vitro, disponibiliza no Brasil a tecnologia do Diagnóstico Sindrômico com FilmArray, sistema exclusivo capaz de detectar, em até uma hora, dezenas de microrganismos, vírus, bactérias, fungos e protozoários, entre eles os causadores de infecções na corrente sanguínea e de diversas infecções respiratórias, gastrointestinais e meningite/encefalite.

O FilmArray Respiratory Panel, por exemplo, abrange 21 vírus e bactérias respiratórias. Isso significa que, ao fazer uma varredura nesses patógenos, que normalmente infectam o trato respiratório superior, o sistema irá indicar se a infecção investigada é causada por algum deles. Neste caso, uma coinfecção com o novo coronavírus seria muito improvável, o que já indica, por exclusão, alternativas de tratamento para a equipe médica. Na hipótese de o resultado ser negativo para qualquer um deles, se o paciente apresenta sintomas de infecção do trato respiratório, aí a probabilidade do Covid-19 aumenta consideravelmente.

No atual cenário, a utilização de testessindrômicos para identificar mais do que 21 patógenos dentre os mais comuns causadores das ITRs é uma importante aliada, ainda que não identifiquem especificamente o novo coronavírus. A tecnologia, que já está sendo utilizada no País, foi desenvolvida pela BioFire, empresa do grupo bioMérieux. O equipamento é aprovado pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), no Brasil, e pelo FDA (Food and Drug Administration), nos Estados Unidos.

A abordagem sindrômica com a tecnologia FilmArray leva a resultados mais rápidos, melhorando a administração de antimicrobianos e antivirais, detecção e rastreabilidade de surtos e investigação de patógenos desconhecidos. O CQC preocupado em distribuir o que há de melhor no mercado diagnóstico em parceria com a Biomerieux, dispõe das melhores soluções para seu laboratório.

 

 www.cqc.com.br | vendas@cqc.com.br +55 (19) 33033800 +55 (65) 36424387 +55 (67) 33274566 

NOSSOS PARCEIROS