ABIMED acompanha debate sobre os caminhos da telemedicina no cenário desenhado pela Covid-19


Para levar aos seus associados mais informações e as últimas novidades sobre os caminhos da Saúde no país, Fernando Silveira Filho, presidente-executivo da ABIMED, representou a associação durante o 9º Fórum LIDE de Saúde e Bem-Estar. De acordo com Fernando, a participação nestes eventos fortalece um dos pilares da ABIMED, da promoção do acesso à Tecnologia, Inovação e Qualidade.

Participantes referendam que a telemedicina tem se mostrado essencial para médicos e pacientes Em época de isolamento social, destacados profissionais brasileiros e do exterior debateram o tema por meio de uma teleconferência. A telemedicina, um dos temas mais destacados nesta pandemia da COVID-19, tem se mostrado essencial diante da necessidade de isolamento para frear a disseminação do vírus.

O uso da tecnologia se tornou importante para o atendimento de pacientes não somente da COVID, mas também de doenças crônicas. Para Ghada Trotabas, vice-presidente corporativa de marketing e operações de vendas da Siemens Healthineers, a COVID-19 forçou a indústria de saúde a fazer uma mudança de 180º. Dessa forma, a telemedicina, que até então não tinha o destaque merecido, passou a garantir acesso, qualidade e menor custo.

Sem contar que tem apresentado crescimento entre profissionais de diversas áreas. Com relação futuro, a telemedicina poderá levar a saúde a todos os lugares, sendo uma nova realidade para pacientes que não terão mais de ir a hospitais físicos. Pedro Delgado, head para Europa e América Latina do Institute for Healthcare Improvement (IHI); por sua vez, ressaltou o que a COVID-19 acelerou o ritmo da vida.

Dessa forma, a telemedicina encontrou uma oportunidade sem precedentes, proporcionando um tratamento igual para todos. Segundo ele, o sistema de atendimento veio para ficar e de forma colaborativa, facilitando para pacientes e profissionais de saúde. E ressalta que o Brasil tem todas as condições de exercer um papel importante nesse sentido. Sidney Klayner, presidente da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, destacou o trabalho pioneiro realizado pela Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein em telemedicina, que já vem sendo feito há alguns anos.

A regulamentação do sistema no país data de 2001, ainda quando a internet ainda nem tinha a força atual, mas a pandemia acabou por acelerar seu processo. Ressaltou ainda que o Einstein tem uma plataforma de Treinamento Virtual que deu acesso a mais de 30 mil profissionais do SUS. Sidney finalizou afirmando que a telemedicina não afasta os médicos dos pacientes, pelo contrário, permite que os mesmos fiquem satisfeitos em poder atender a todos os pacientes.  

NOSSOS PARCEIROS