Número de casos de Dengue em 2019 já é mais da metade do que o registrado em todo o ano passado em Minas Gerais


De acordo com os dados atualizados em 25/02/2019, Minas Gerais já registrou 30.352 casos prováveis (casos confirmados + suspeitos) de Dengue com 11 (onze) óbitos em investigação. Em relação à Chikungunya, registrou 509 casos prováveis da doença e não houve registro de óbitos.

Em relação à Zika, foram registrados 145 casos prováveis da doença.

A ECO Diagnóstica disponibiliza em seu portfólio uma linha de produtos para diagnóstico das Arboviroses por IMUNOFLUORESCÊNCIA.
- ECO F Dengue IgG/IgM
- ECO F Dengue NS1
- ECO F ChikV IgG/IgM
- ECO F Zika Ag
- ECO F Zika IgG/IgM

O sistema de imunoensaio fluorescente (EURÓPIO) emite sinais fortes que não se sobrepõem e proporcionam alta especificidade e sensibilidade em relação a metodologia por imunocromatografia (partícula de ouro) utilizada nos testes rápidos. A tecnologia FIA possui resultados muitos mais próximos das concentrações reais que os testes por imunocromatografia.

Os resultados dos testes são liberados de forma qualitativa, mas com um valor de Índice de Corte (COI). O COI consegue avaliar o nível de infecção do paciente e em pesquisa de anticorpos, diferenciar se a infecção é primária ou secundária, retirando qualquer dúvida na leitura do resultado.

Todos os kits possuem controles internos/ externos disponíveis na empresa Controllab a fim de proporcionar qualidade e segurança para o laboratório.

O portifólio também possui 3 modelos de aparelho, F100, F200 e F2400, para atender o fluxo de trabalho de cada cliente. Os 3 aparelhos fazem leitura de todos os testes do portifólio e promovem uma medição confiável dos testes. Possuem sistema de interfaciamento ou bluetooth, impressora interna ou externa, tela touch screen entre outras características.


Mais informações fale com um de nossos consultores: 55 (31) 3653-2025 / contato@ecodiagnostica.com.br.

Fonte: http://www.saude.mg.gov.br/component/gmg/story/10924- boletim-epidemiologico-de-monitoramento-dos-casos-de-denguechikungunya-e-zika-virus-25-02