O que você precisa saber sobre a doença


A endometriose é uma doença caracterizada pelo crescimento do tecido endometrial fora do útero. Essa condição médica pode causar fortes dores pélvicas durante a menstruação e possivelmente pode se transformar em uma dor crônica intermitente, gerar desconforto e também comprometer o dia a dia de muitas mulheres. Sendo uma afecção ginecológica comum, a endometriose atinge de 5% a 15% das mulheres no período reprodutivo e até 3% a 5% na fase pós-menopausa. Em países industrializados, é uma das principais causas de hospitalização ginecológica. Apesar disto, grande parte destas mulheres não tem o diagnóstico da doença, o qual pode demorar até dez anos após o início dos sintomas.

A doença é uma das principais causas de infertilidade feminina. Inclusive, muitas só descobrem que possuem a doença ao tentar a gravidez sem sucesso. Isto acontece porque a endometriose compromete as trompas, órgão responsável pela condução do óvulo ao útero, além de estar relacionada a alterações funcionais e da qualidade dos óvulos liberados pela reação inflamatória local o que dificulta a gestação.

Os tratamentos para endometriose podem ser realizados com medicações e, se necessário, cirurgia.As principais medicações são diferentes tipos de hormônios que visam o bloqueio do estímulo hormonal existente sobre as lesões endometrióticas, e não são indicadas para mulheres que desejam engravidar, pois também têm ação anticoncepcional, “os efeitos do tratamento são variáveis e costumam permanecer apenas durante o tempo de uso dos mesmos. Atualmente, os resultados mais duradouros e eficazes costumam ainda advir do tratamento cirúrgico”, acrescenta Dr. Vamberto Maia Filho, ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana da Clínica Mãe.

Mesmo com a possibilidade de tratamento, é preciso informar que não são todas as mulheres que sofrem de endometriose que conseguirão ter sua fertilidade de volta. A avaliação do quadro clínico individual se faz mais uma vez necessária para que seja discutido a viabilidade desse tratamento. A idade, o tipo de endometriose e até mesmo a intensidade dos sintomas são fatores determinantes quando falamos a respeito dos tratamentos para fertilidade feminina.”Portanto, se você está tentando engravidar e não consegue, ou mesmo se vem apresentando algum dos sintomas descritos nesse post, procure um médico especialista no assunto e veja se o que você tem se trata ou não de endometriose”, conclui o Dr. Alfonso Masaguer.

 

 

Fonte: Assessoria Dino