Outubro Rosa: oportunidade para lembrar que a mulher deve ser dona do seu corpo


A saúde da mulher é complexa e demanda maiores cuidados. Esse é um fato que não pode ser esquecido jamais! O Outubro Rosa é eficaz em trazer esse alerta especificamente em relação ao câncer de mama, ainda que cada vez mais este período traga discussões sobre demais patologias que acometem as mulheres. O principal objetivo é incentivar a busca pelo diagnóstico precoce, tratamento adequado, menos invasivo e uma maior chance de aumento de cura.

 

Culturalmente, existe uma carga adicional para a mulher em relação ao seu corpo. Se tocar, se conhecer e se amar não devem ser encarados de maneira negativa e podem ajudar a salvar vidas. Exames frequentes e hábitos saudáveis surgem como complementos indispensáveis no controle da Saúde da mulher. Importante tocarmos na questão da vaidade, pois por mais preocupada que uma mulher seja em relação à estética e sua própria aparência, isso não pode conflitar com sua Saúde. A prioridade precisa estar muito clara na cabeça de toda a nossa sociedade.

 

Neste ano, temos observado uma forte queda na realização dos exames preventivos. Existem fatores para explicar essa triste realidade, sendo o maior deles a pandemia da Covid-19. Estima-se que 50 mil brasileiros deixaram de ser diagnosticados em razão da falta de exames, indo justamente na contramão da necessidade de prevenção e diagnóstico precoce. Além disso, de março a maio deste ano foram feitas apenas 5,5 mil biopsias contra 22 mil no mesmo período do ano passado. São números alarmantes que trazem um alerta urgente para a necessidade da retomada dos exames de rotina.

 

Quando se buscam as causas que podem originar um câncer de mama, encontramos sedentarismo, obesidade, alimentação inadequada, uso excessivo de hormônios, entre outros fatores. Como mencionando anteriormente, o ideal é optar pelo oposto, mantendo hábitos saudáveis, alimentação equilibrada, uma vida ativa, controle na ingestão de hormônios, consultar o médico regularmente e realizar os exames com a frequência indicada.

 

A tecnologia é aliada fundamental neste processo, seja na prevenção ou no tratamento. Atualmente, a mamografia, a ressonância e o ultrassom, permitem o diagnóstico precoce da doença a partir de imagens com qualidade cada vez maior. Já existe hoje no mercado um mamógrafo que dá à paciente o controle da pressurização durante a realização do seu exame, minimizando os desconfortos e melhorando a experiência. 

 

Cada vez mais, pacientes têm acesso ao que há de mais moderno em equipamentos de alta tecnologia para saúde. Esse, aliás, tem sido justamente o trabalho incessante da Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Produtos para Saúde (ABIMED), que promove a criação e manutenção de políticas públicas que garantam às brasileiras um acesso mais rápido e democrático aos tratamentos com tecnologias de última geração no Brasil. Vale mencionar que somos referência mundial no combate ao Câncer de Mama pelo SUS.

 

Neste ano, a Associação apoiou o Outubro Rosa, realizando o Webcast “Outubro Rosa ABIMED: Tecnologia na Saúde da Mulher” – iniciativa que fez parte da campanha Outubro Rosa ABIMED: O Futuro da Saúde passa pela Mulher. O importante é que todos nós, mulheres e homens, ecoem as mensagens relacionadas ao Outubro Rosa. Ainda existe muita desinformação e combater esse mal está ao alcance de todos. 

 

A prevenção sempre será, sem dúvida, o melhor caminho a seguir. Com o Outubro Rosa, pessoas de todas as faixas etárias estão se conscientizando cada vez mais de sua função no processo de combate ao câncer de mama. A detecção precoce é a maior arma que uma mulher tem. Quando descoberto no início, a chance de cura é superior a 90%. Sem dúvida, um grande motivador para todos nós que buscamos vencer essa doença.

 

Portanto, é fundamental prevenir, detectar e cuidar!

NOSSOS PARCEIROS