Projeto inédito de sequenciamento do Butantan alcança marca de 10 mil amostras analisadas no estado de São Paulo


O Instituto Butantan chegou a dois importantes marcos recentemente completou o sequenciamento genômico de 30.818 amostras do vírus causador da Covid-19 realizadas dentro da Rede de Alerta das Variantes do SARS-CoV-2; e atingiu o número de 10 mil testes para detecção dos feitos no LAB MÓVEL, laboratório itinerante que vem percorrendo cidades do interior de São Paulo e é capaz de realizar até 600 exames diagnósticos RT-PCR por dia, além de fazer o sequenciamento genômico das amostras positivas. “Isso mostra que o Butantan se estruturou e está pronto para fazer vigilância genômica. Graças ao conhecimento que os cientistas tinham isso foi muito rápido”, comemora Sandra Coccuzzo, coordenadora da Rede de Alerta das Variantes e da Rede de Laboratórios para Diagnóstico do Coronavírus SARS-CoV-2 e diretora do Centro de Desenvolvimento Científico do Butantan.

Desde janeiro, a Rede de Laboratórios para Diagnóstico do Coronavírus SARS-CoV-2 – também coordenada pelo Butantan e que envolve laboratórios de todo o estado na realização de exames para saber se um a pessoa está ou não com Covid-19 na rede pública de saúde – já fez 4,9 milhões de testes RT-PCR. É com base nas amostras positivas dessa estrutura que é feito o sequenciamento genômico da Rede de Alerta das Variantes. De acordo com o último boletim epidemiológico, há 39 variantes do SARS-CoV-2 no estado, sendo que a delta continua predominando, responsável por 98,5% das amostras na semana de 3 a 9/10.

NOSSOS PARCEIROS