Tecnologia israelense chega no Brasil com o seu primeiro glicosímetro não invasivo


Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) acredita- se que 1 em cada 11 pessoas no mundo tem diabetes. Esse número só cresce. Em 2014, a estatística apontava para 422 milhões de diabéticos, um salto em relação aos 108 milhões de 1980.

Só no Brasil, entre 2006 e 2018, segundo o Ministério da Saúde, houve um aumento de 60% no diagnóstico da doença, e seu custo deve dobrar até 2030 – chegando a US$ 97 bilhões, em estimativas mais conservadoras, ou até US$ 123 bilhões (R$ 406 bilhões), em um pior cenário. No país, o diagnóstico passou de 5,5% da população para 8,9%, e o desafio passa pela falta de controle glicêmico dos pacientes: 50% dos diabéticos desconhecem o diagnóstico.

Pensando em trazer uma opção para o controle de glicose sem necessidade de agulhas e picadas constantes,  a Cnoga Médical desenvolveu o CoG ( Glicosimetro não-invasivo) o dispositivo é calibrado para uso individual e é para ser usado como uma tecnologia de prevenção e controle dos níveis de glicose.

Fabricado pela Cnoga Medical, empresa israelense, o Combo-Glucometer TensorTip (CoG) é um glicosímetro híbrido não invasivo e invasivo personalizado, que permite monitorar frequentemente o nível de glicose sem punções constantes.

As vendas já estão disponíveis através do site www.cnoga.com.br

O dispositivo possui um ano de garantia e a empresa fornece treinamento individual para o melhor uso do produto.

Saiba Mais acessando: www.cnoga.com.br

NOSSOS PARCEIROS