Terapia celular CAR-T é importante avanço na cura do câncer


O presidente do Grupo Hemomed, Adelson Alves, preside mesa de debates sobre a terapia celular CAR-T, na XVI Jornada Paulista e III Simpósio de Atualização em Transplante de Células- tronco Hematopoéticas e Onco-Hematologia. O evento acontece nos dias 14 e 15 de dezembro no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo.

Precisamos que as pesquisas deixem a bancada das universidades e cheguem aos leitos dos pacientes.

A terapia celular CAR-T demonstrou grande sucesso no tratamento de doenças malignas hematológicas, abrindo caminho para o campo da imuno-oncologia. A nova terapia associa a terapia celular, a terapia gênica e a imunoterapia, que são grandes áreas do conhecimento médico já trabalhadas no São Lucas Cell Therapy Group, instituição brasileira pioneira na pesquisa e manipulação de células-tronco no país. No ano passado, duas terapias com CAR-T Cells obtiveram a aprovação nos EUA e este ano na Europa.


No Brasil, o Hemomed Instituto de Oncologia e Hematologia, maior centro de tratamento privado do câncer no país, com 10 mil atendimentos/mês, fechou importantes parcerias com universidades americanas para trazer ao país as mais novas descobertas no campo da oncologia para o paciente brasileiro.


Para apresentar os últimos avanços sobre o tema "CAR-T Cells", o onco-hematologista Rodrigo Santucci , diretor médico de onco-hematologia do Hemomed, proferirá palestra sobre o tema.


Os debates da mesa serão presididos pelo conceituado hematologista Adelson Alves, presidente do Grupo Hemomed, na XVI Jornada Paulista e III Simpósio de Atualização em Transplante de Células- tronco Hematopoéticas e Onco-Hematologia. O evento acontece nos dias 14 e 15 de dezembro no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo, promovido pelo Hospital Inglês e a rede de hospitais São Camilo.


Segundo Adelson Alves, médico hematologista, presidente do Grupo Hemomed e São Lucas e membro efetivo da International Society for Cellular Therapy, o câncer atualmente deixou de ser um atestado de morte para os pacientes. "Temos os mais modernos medicamentos e tratamentos disponíveis em todo o mundo e a terapia celular CAR-T vem apresentando resultados excelentes na cura de pacientes. Embora ainda não disponível no país, trata-se de um importante passo na sobrevida dos pacientes. Infelizmente, no Brasil, existem muitas burocracias e entraves no fluxo e liberação das pesquisas. Precisamos que as pesquisas deixem a bancada das universidades e cheguem aos leitos dos pacientes", alerta o médico.