Uma vida valorizando a vida: Centro Infantil Boldrini completa 43 anos


Referência em qualidade da prática médica e humanitária no tratamento de doenças onco-hematológicas em crianças, adolescentes e jovens adultos, o Centro Infantil Boldrini inicia a semana fazendo aniversário: dia 25 de janeiro marca os 43 anos da instituição. Uma trajetória marcada por inúmeros desafios, conquistas e pela certeza que ainda há muito para se fazer quando se fala em câncer infantil, tanto em termos de tratamento quanto de pesquisa e prevenção.

Os números ao longo desses 43 anos impressionam e falam por si só: ao longo de sua história, o Boldrini já atendeu aproximadamente 30 mil pacientes encaminhados com a suspeita ou o diagnóstico de câncer ou de doenças hematológicas, e 10 mil estão em acompanhamento. Considerando os tratamentos de tumores malignos, foram mais de 9 mil casos, dos quais cerca de 6 mil alcançaram a cura.

Para se ter uma ideia da grandiosidade do trabalho do Centro Infantil Boldrini, só em 2020 o hospital recebeu cerca de 600 novos pacientes com suspeita de câncer e doenças sanguíneas. Desses, aproximadamente 250 tiveram o diagnóstico de doença maligna confirmado e outros 200 tiveram diagnóstico de doenças do sangue. Todos iniciaram o tratamento no hospital.

Ainda falando em números, o Boldrini realizou ao longo do ano passado mais de 79 mil consultas ambulatoriais (uma média de cerca de 3.200/mês), além de 29 mil sessões de quimioterapia. 

 "Acreditamos que a busca permanente pelo aperfeiçoamento é o que promove o desenvolvimento do hospital como um todo, tendo sempre em mente que o compromisso com o cuidar integral é o caminho para a qualidade dos tratamentos oferecidos", afirma Silvia Brandalise, médica, Presidente do Boldrini.

O Boldrini acredita que seu valor e longevidade estão diretamente ligados à sua capacidade de contribuir para o desenvolvimento da ciência. Por isso, aproveita a data de aniversário para reforçar seu compromisso com a pesquisa: neste mês de janeiro, o hospital já conta com mais uma turma do Curso PEOp, que inicia estudantes da graduação da área de saúde no cenário da pesquisa científica. Não menos importante, vale destacar também os esforços contínuos para aprimorar o diagnóstico precoce na rede de atendimento municipal e o fomento da pesquisa.

 

Imprensa: Fonte Comunicação

NOSSOS PARCEIROS