A evolução da tecnologia veterinária como aliada da saúde dos pets


Nos últimos anos, a medicina veterinária vem mostrando um avanço significativo e isso se deve em grande parte aos investimentos em tecnologia.

Nos últimos anos, a medicina veterinária vem mostrando um avanço significativo e, de acordo com a médica veterinária Lígia Raposo Bernardes, isso se deve em grande parte aos investimentos em tecnologia. “Diferente da medicina humana, com os animais não temos a possibilidade de solicitar que eles segurem a respiração para um exame radiográfico ou fiquem com o abdome relaxado para realizar uma ultrassonografia abdominal, por exemplo. Por esse motivo, a evolução nos aparelhos de diagnóstico por imagem mudou bastante a rotina de médicos veterinários e possibilitou que diagnósticos, antes imprecisos, fossem realizados com eficiência e da maneira mais confortável possível para os pacientes”

Conforme aponta o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil já tem a segunda maior população de cães e gatos do mundo, em que 44,3% dos 65 milhões dos lares brasileiros abrigam ao menos um cão, enquanto 17,7% têm ao menos um gato. Já segundo dados da Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação), o Brasil conta com 52 milhões de cães e 22 milhões de gatos, perdendo apenas para os Estados Unidos, que contabilizam 73 milhões de cães e 75 milhões de gatos.

Para cuidar de tantos animaizinhos de estimação, os chamados pets, Lígia afirma que, atualmente, os tutores já podem contar com tecnologia de ponta na medicina veterinária para a prevenção, diagnóstico e tratamento de inúmeras doenças. “Até por essa razão, os animais domésticos estão vivendo mais e tendo uma qualidade de vida melhor, graças aos sofisticados recursos que viraram rotina nas clínicas e centros de diagnósticos veterinários”.

Fonte: Dino

NOSSOS PARCEIROS

Nós protegemos seus dados

Saiba como usamos seus dados em nosso Aviso de Privacidade e Termo de Uso. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com os Termos de uso e a Política de Privacidade da LaborNews.