O que é o declínio hormonal e quando ele ocorre?

Melatonina e Testosterona são alguns dos hormônios que apresentam alterações em homens e mulheres



Dr. Renato Lobo – médico pela Faculdade de Medicina da USP,
especializado em Nutrologia Esportiva, Medicina Integrativa,
Modulação Hormonal e Longevidade. Inf: www.drrenatolobo.com

Independente dos cuidados com a saúde, naturalmente, homens e mulheres, após os 30 anos, passam por alterações hormonais importantes.

Só para citar alguns exemplos de hormônios que começam a declinar, destaque para a melatonina, responsável pelo sono de qualidade, o sono reparador, que descansa e recupera para acordar bem no dia seguinte. “Não é à toa que, após a idade reprodutiva, muitas pessoas passem a se queixar de insônia”, afirma Dr. Renato Lobo, médico formado pela USP, especializado em nutrologia, com foco em emagrecimento, hipertrofia e longevidade saudável.

Outra baixa importante, segundo o nutrólogo, é a testosterona. “No homem é bem visível, pois envolve acúmulo de gordura, perda de massa muscular, falta de ânimo, de disposição, dificuldade de concentração e queda de libido.” Nas mulheres, a menopausa, marcada pela queda abrupta dos níveis hormonais, pré-dispõe a doenças cardiovasculares e a osteoporose, além de causar acúmulo de gordura, perda da qualidade da pele, secura vaginal e alterações de humor.

A boa notícia é que com o acompanhamento médico, de forma adequada e individualizada, é possível que esses hormônios sejam repostos, evitando, inclusive, o uso de muitos medicamentos.


Dr. Renato Lobo – médico pela Faculdade de Medicina da USP,
especializado em Nutrologia Esportiva, Medicina Integrativa,
Modulação Hormonal e Longevidade. Inf: www.drrenatolobo.com

Independente dos cuidados com a saúde, naturalmente, homens e mulheres, após os 30 anos, passam por alterações hormonais importantes.

Só para citar alguns exemplos de hormônios que começam a declinar, destaque para a melatonina, responsável pelo sono de qualidade, o sono reparador, que descansa e recupera para acordar bem no dia seguinte. “Não é à toa que, após a idade reprodutiva, muitas pessoas passem a se queixar de insônia”, afirma Dr. Renato Lobo, médico formado pela USP, especializado em nutrologia, com foco em emagrecimento, hipertrofia e longevidade saudável.

Outra baixa importante, segundo o nutrólogo, é a testosterona. “No homem é bem visível, pois envolve acúmulo de gordura, perda de massa muscular, falta de ânimo, de disposição, dificuldade de concentração e queda de libido.” Nas mulheres, a menopausa, marcada pela queda abrupta dos níveis hormonais, pré-dispõe a doenças cardiovasculares e a osteoporose, além de causar acúmulo de gordura, perda da qualidade da pele, secura vaginal e alterações de humor.

A boa notícia é que com o acompanhamento médico, de forma adequada e individualizada, é possível que esses hormônios sejam repostos, evitando, inclusive, o uso de muitos medicamentos.